Mama Imagem une ciência e tecnologia em prol do bem-estar do paciente

18 de dezembro de 2019

Referência em diagnóstico por imagem, a Mama Imagem oferece exames e entrega um diagnóstico completo e preciso aos pacientes.

Publicado em Blog
19 de novembro de 2019

O ano de 2019 foi de importantes transformações na Mama Imagem. Com novo espaço físico e novos exames em nosso rol de soluções, buscamos levar mais conforto e praticidade ao nosso paciente. Ninguém melhor que os médicos à frente da Mama Imagem, Dra. Selma di Pace Bauab e Dr. Tufik Bauab Júnior, para explicarem isso a você! Confira no vídeo

Publicado em Blog
13 de novembro de 2019

Sob o comando do Dr. Tufik Bauab Jr., a Mama Imagem incluiu em seu rol de exames, em 2019, a Ressonância Magnética e a Tomografia Computadorizada. O intuito do centro diagnóstico foi oferecer aos pacientes um atendimento mais completo, com a mesma qualidade de sempre. Assim como em suas outras áreas, o foco da Mama Imagem ao realizar os novos exames é a precisão diagnóstica e o conforto dos pacientes. Para isso, investe fortemente em seus equipamentos e na formação continuada de sua equipe. Na Mama Imagem, a sala de Ressonância Magnética possui projeto de iluminação desenvolvida para que o paciente se sinta à vontade, seguro e tranquilo. O equipamento para a realização do exame tem a tecnologia Pianíssimo™, que reduz o ruído acústico (barulho durante o exame) para algumas sequências em até 90% em comparação aos sistemas convencionais. Dessa forma, proporciona aos pacientes um exame confortável, com o mesmo desempenho e imagens de alta qualidade. Já quando se trata da Tomografia Computadorizada, o equipamento da Mama Imagem oferece uma mesa de exames mais espaçosa, o que contribui para o conforto dos pacientes e imagens de alta qualidade, auxiliando no diagnóstico preciso.

Publicado em Blog
15 de agosto de 2019

Entenda as diferenças e as aplicações da tomografia computadorizada e da ressonância magnética.

Publicado em Blog
13 de agosto de 2019

A densitometria óssea é um exame cujo objetivo é verificar a densidade mineral dos ossos. Com essa informação em mãos, o médico compara os números do paciente aos padrões normais da idade e sexo, com a intenção de diagnosticar doenças ou problemas que afetam os ossos – entre as possíveis indicações, a mais recorrente é a osteoporose. A realização do exame é bastante simples e confortável. A duração do procedimento varia entre 15 a 30 minutos, nos quais o paciente fica deitado sobre uma maca, orientado por um técnico, e permanece imóvel enquanto o raio-x dispara os feixes e faz as medições. Para esse exame, não é necessário nenhum preparo especial ou jejum. Osteoporose e suas características Como a osteoporose afeta principalmente os idosos, é recomendado que seja feito acompanhamento anual por meio do exame de densitometria óssea em mulheres acima de 65 anos e homens acima de 70 anos. Também fazer parte do grupo de risco: – mulheres na pós-menopausa – pessoas com doenças na tireoide – pacientes com histórico familiar de osteoporose – pacientes com doenças reumáticas – pacientes que fazem uso constante de corticosteroides – fumantes – sedentários. Converse com seu médico sobre essa opção de exame. Densitometria óssea: para que serve e como é feito esse exame? A densitometria óssea é um exame cujo objetivo é verificar a densidade mineral dos ossos. Com essa infor

Publicado em Blog
30 de julho de 2019

Atendimento acolhedor é fator importante para a saúde do paciente

Publicado em Blog
6 de outubro de 2016

A mamografia é uma das mais importantes aliadas na detecção precoce do câncer de mama. A indicação é que seja realizada em mulheres sem sinais e sem sintomas da doença, como rotina anual a partir dos 40 anos ou de acordo com a indicação do médico, segundo o Colégio Brasileiro de Radiologia, a Sociedade Brasileira de Mastologia e a Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia. Esta é chamada de mamografia de rastreamento. A mamografia é a radiografia da mama que permite a detecção precoce do câncer, por ser capaz de mostrar lesões em fase inicial, muito pequenas (de milímetros). É realizada em um aparelho de raio-X dedicado somente a este tipo de exame, em mulheres e homens, chamado mamógrafo. Nele, a mama é comprimida com a finalidade de distribuir melhor o tecido para análise, de forma a fornecer melhores imagens, e, portanto, capacidade de diagnóstico mais certeiro. O desconforto provocado é, de modo geral, discreto e suportável. Aconselha-se realizar a mamografia após o período menstrual, para diminuir os incômodos gerados pela compressão. Os benefícios da mamografia de rastreamento incluem a possibilidade de encontrar o câncer no início e ter um tratamento menos agressivo, assim como de maior chance de sobrevida, em função do tratamento oportuno. Quanto mais cedo detectar o tumor, maiores a chances de se obter a cura, e o tratamento torna-se menos agressivo. Na etapa i

Publicado em Blog
4 de outubro de 2016

Informações sobre o câncer de mama: É o tipo de câncer mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do câncer de pele não melanoma, respondendo por cerca de 25% dos casos novos a cada ano. O câncer de mama é uma doença resultante da multiplicação de células anormais da mama, podendo formar um tumor. Há vários tipos de câncer de mama, com peculiaridades muitas vezes distintas e tratamentos também diferentes. Relativamente raro antes dos 35 anos, este tipo de câncer aumenta sua ocorrência acima desta idade, progressivamente, especialmente após os 50 anos. Estatísticas indicam aumento da sua incidência tanto nos países desenvolvidos quanto nos em desenvolvimento. O câncer de mama também acomete homens, porém é raro, representando apenas 1% do total de casos da doença. Em 2016, para o Brasil, segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (InCA), são esperados 57.960 casos novos de câncer de mama. O câncer de mama pode ser detectado em fases iniciais, aumentando, assim, as chances de tratamento e cura. Consulte seu médico e realize os exames conforme a indicação.  

Publicado em Blog
4 de agosto de 2016

Na amamentação, além da proteção do bebê, a mãe também se beneficia, pois amamentar diminui o risco dela de ter câncer de mama. Enquanto o bebê suga o leite, o movimento promove uma espécie de esfoliação do tecido mamário. Assim, se houver células agredidas, elas são eliminadas e renovadas. Quando termina a lactação, várias células se autodestroem, dentre elas algumas que poderiam ter lesões no material genético. Outro beneficio é que as taxas de determinados hormônios que favorecem o desenvolvimento desse tipo de câncer caem durante o período de aleitamento. Quanto mais prolongada for a amamentação, maior a proteção para a mãe e o bebê. Fonte: INCA – Instituto Nacional do Câncer.

Publicado em Blog
6 de maio de 2016

A Elastografia Shear Wave é um exame indolor e totalmente não invasivo capaz de avaliar alguns órgãos do corpo humano por meio das ondas sonoras do ultrassom. Quando é indicado? O exame é muito útil na avaliação de doenças difusas do fígado por poder avaliar o padrão de endurecimento e rigidez do orgão. Quais são os benefícios da Elastografia Hepática? Estudos internacionais mostram a eficiência da elastografia hepática na avaliação de portadores de hepatites B e C, bem como de doenças autoimunes. Além disso, é capaz de monitorar a resposta do órgão ao tratamento medicamentoso. A elastografia hepática pode, em muitos casos, substituir a biópsia do fígado. Elastografia Hepática na Mama Imagem A Mama Imagem realiza este procedimento promissor que contribui no diagnóstico de lesões hepáticas difusas, decorrentes de hepatites B e C, com confiabilidade e, acima de tudo, conforto aos pacientes. Converse com seu médico sobre essa opção de exame.

Publicado em Blog
×

Olá!

Clique abaixo para falar com um de nossos representantes.

× Agende seu Exame via WhatsApp!